quinta-feira, 27 de março de 2008

Sociopata versus Perua - Ao vivo

Todo mundo sabe que o programa 'Mais Você' é um pé-no-saco e que sua apresentadora, Ana Maria Braga, é insossa.

Daí a Globo pôs um ex-BBB pra ser entrevistado pela perua. Em virtude da minha debilidade, não suporto BBB. Mas dizem que o sujeito é um médico (?) psiquiatra (???) que é sociopata. Claque: rárárárá!

Bom, só vim a conhecer o tal médico (?) neste vídeo. E pelo que vi, o cara só pode ser duas coisas: um simples imbecil ou um gênio da psiquiatria. Por que? Porque conseguiu com que muitos enxergassem que, além de tudo, Ana Maria Braga é ignorante, despreparada e desequilibrada.

Acompanhe comigo, por etapas, o vídeo:

1- Ela já entrou no estúdio disposta a desancar o cara. Sim, quem leva o BBB a sério acaba elegendo mocinhos e vilões;
2- Entre 00:24 e 00:36 ela o chama (sutilmente) de vagabundo. E o cara responde em fair play. Ou não entendeu o recado. Enfim, que diferença isso faz, né...
3- Depois, a apresentadora deixa entender que é totalmente absurda uma afirmação do sujeito, que teria afirmado que "conversar e discutir é a mesma coisa; e que brigar e discutir são coisas diferentes". Se ela, que já foi jornalista (?), se desse ao trabalho de consultar um dicionário, veria que não há absurdo algum na tal afirmação.
4- Aos 02:10 a câmera dá um close no cara, que lança a ela um olhar tipo "essa mocréia tá querendo me pegar pelo pé".
5- Aos 02:48 o clímax: ele, num tom supostamente agressivo e briguento (porém de brincadeira; fazendo uma ironia com o a pecha que a Ana Maria queria lhe imputar) corta e sugere mudar de assunto. Pronto. Daí por diante, a "apresentadora", sem captar o espírito da coisa, leva o gesto como uma ofensa.
E a perua desandou... A partir daí, ela desata a mostrar um festival de faltas: falta de jogo de cintura; falta de espírito esportivo; falta de educação... Tensa, sugere ao cara (que parecia relax) relaxar. Ao fim, chama o cara de "gordinho". E o fecho com chave de ouro:
"Cê não tem o que fazer, né? Pelo menos trata do corpo..."

domingo, 23 de março de 2008

Mulher de programa... infantil!?


Esta moça, Andréia Schwartz, era puta e cafetina em Nova York; foi presa; envolveu-se num escândalo que derrubou o governador do estado de NY e conseguiu ser deportada para o Brasil por ter dedurado à polícia clientes e colegas. Que bonito, não!?

Anote aí: aqui no Brasil, ela vai virar celebridade; vai na Hebe Camargo, no Gugu e programas "culturais" afins; vai posar para a Playboy; aparecer na Caras etc.
E, finalmente, vai ganhar um programa de tevê com salário milionário. Se bobear, será um programa infantil para "educar" as crianças. Não duvide, pois a mídia brasileira funciona assim...

Enquanto isso, há professoras e professores no Brasil velho de guerra suando para ganhar R$ 415,00.


terça-feira, 18 de março de 2008



Até hoje muitos questionam se este logotipo representaria um peixe; ou uma âncora; ou até mesmo o papai-noel deitado.


Letra 'C'.


Simples assim.

sábado, 15 de março de 2008

Curiosidade 2 - A origem de outras letras

Eis a origem de mais algumas letras... Lembre-se de que isto foi obtido a partir de várias inscrições antigas (descobertas em esculturas, pedras, escavações, cavernas etc). Importante ressaltar que muitas destas teorias não estão encerradas, ou seja, em muitos casos há controvérsias entre os estudiosos. Talvez por isto poucos se arriscam em explicar a origem das letras. Nos dicionários, o máximo que encontramos (etimologicamente falando) são explicações que creditam ao alfabeto grego ou latino a origem dos sinais alfabéticos.

Obs.: após cada letra está o nome do substantivo na sua língua original. Entre parênteses, está a tradução. A sonoridade do substantivo acabou se transformando num mínimo fônico(fonema), dando assim origem à letra.

M- mem (água): originalmente, o 'm' era desenhado em forma de ondas (água), tal como uma criança desenha o mar com suas ondinhas;

K- kaf (mão aberta): esta letra era originalmente desenhada "deitada", tendo a parte maior como base (simulando assim uma mão aberta);

L- lamed (cajado de pastor): o cajado de pastor tinha uma das pontas curvas, formando quase um "L";

T- tau (madeiras cruzadas): originalmente, o "T" era representado em forma de cruz;

Z- zayin (arma) - o "Z" era representado aproximadamente como um "H" deitado;

H- he (alegria) - esta letra foi obtida a partir do desenho de um bonequinho com os dois braços p/ cima, sugerindo alegria;

D- dalet (porta) - origem controversa. Originalmente grafada deitada (a parte reta como base), alguns estudiosos defendem a tese de que o "D" foi uma tentativa de se reproduzir alguns portais egípcios dotados de uma certa protuberância;

R - Resh (cabeça) - o "R" era aproximadamente o desenho de uma cabeça com a base curva formando o pescoço. Obs: em nosso idioma, a palavra "rês" (que significa qualquer quadrúpede que serve de alimento ao homem) tem origem etimológica do árabe "ra's", que significa 'cabeça'.

quarta-feira, 12 de março de 2008

Curiosidade - A origem das letras 'A' e 'B'

Para quem não sabe, 'ideograma' é um símbolo gráfico que representa uma idéia ou objeto. Por exemplo: na escrita chinesa, o substantivo 'casa', grosso modo, é um "desenho" da mesma. Foi também a partir desta idéia que a Microsoft idealizou os ícones, ou seja, aqueles desenhos que representam as ações dos softwares (a sua tela está cheio deles).

Pois as letras 'A' e 'B' também têm origem ideográfica. Aos fenícios e egípcios que são creditados a "invenção" do nosso atual alfabeto latino. Vamos às origens das letras 'A' e 'B'...

A origem da letra 'A'

Por incrível que pareça, o 'A' tem origem no boi.
O boi era chamado de 'apis'. Pois eles "escreviam" o nome deste animal desenhando apenas a cabeça dele. Este desenho era parecido com a letra 'V' (só que deitada) e com um tracinho em cima representando o chifre. Com o tempo, o "chifre" se incorporou ao símbolo e passou a ser desenhado dentro do "V". Assim nasceu o 'A', que passou a ser a representação de todos os fonemas que soavam tal como 'apis'.

A origem da letra 'B'

A letra 'B' tem origem na casa. Estranho, né?
Pois a casa, chamada de 'bet', era representada pela planta-baixa da mesma, algo parecido com um retângulo dividido ao meio por um traço. Daí para a representação do 'B' foi um pulinho.
O 'B' passou então a ser a representação de todos os fonemas que soavam como "bet".

Obs.: Evidente que tais teorias - postas aqui de forma simplista - são frutos de longos, exaustivos e controversos estudos das inscrições antigas.

segunda-feira, 3 de março de 2008

A "reflexão" de Dorothy

Na Parte 5 da sincronia, mencionei a "reflexão" de Dorothy antes de cantar 'Over the Rainbow' (que fez tremendo sucesso na época).

Veja o que ela diz neste trecho (legendado) original do filme 'O Mágico de Oz' e perceba a incrível coincidência:

http://www.youtube.com/watch?v=bAW0pYCgb0s

domingo, 2 de março de 2008

Espantalho cantando 'If I Only had a Brain'

Para quem não assistiu ao filme ou mesmo esqueceu, vale a pena rever o trecho (original) do Mágico de Oz em que o Espantalho sem Cérebro canta "Se eu ao menos tivesse um cérebro":

http://www.youtube.com/watch?v=2hAg_k69a4M

E depois comparar com a Parte 5 na qual, aos 03:52, está a referência ao início da canção 'Brain Damage', do Pink Floyd.

sábado, 1 de março de 2008