quarta-feira, 10 de setembro de 2008

The Dark Side of Moon

Este talvez seja o mais enigmático de todos os álbuns já produzidos na história da música moderna, a partir daquilo que o mundo passou a entender como “álbum”, ou seja, uma embalagem contendo uma “bolacha” (disco de vinil) que se constituía como parte integrante do casamento de várias artes que, aqui, dividiríamos em três:

- Design de capa (foto, desenho, pintura etc.);
- Letras das músicas (poesia);
- Conteúdo (música).

A CAPA DO ÁLBUM
A partir desta compreensão, fica fácil entender o porquê deste álbum ser considerado um dos mais perfeitos.

Já no próprio título do álbum, traduzível para ‘O Lado Escuro da Lua’, já temos um suculento enigma que se irradia em mistérios e interpretações. E tal leque interpretativo é sugerido pelo próprio design do famoso prisma transpassado pelo feixe de luz branca que se decompõe no espectro de cores. A título de curiosidade, antes de o Pink Floyd se decidir pelo design da capa, eles fizeram uma viagem ao Egito e tiraram várias fotos das pirâmides. Estas comporiam originalmente a capa - haja vista os mistérios que as cercam. Até que alguém teve a idéia de ilustrar com algo não menos misterioso e fascinante: o prisma com seu espectro de cores.

Ainda sobre a capa, julgo importante publicar aqui um trecho que se encontra na análise da canção Any Color You Like:

"(...) a compreensão do título [Any Color You Like] pode ser buscada na própria capa do álbum. Antes, é conveniente fazer uma breve explicação sobre a imagem publicitária. Quem trabalha com propaganda, sabe que toda e qualquer imagem deve trazer uma “mensagem” ascendente da esquerda para a direita. É neste sentido que os ocidentais lêem; e é neste que os cinegrafistas devem procurar “passear” sua câmera. Mais: tal idéia é buscada também nos gráficos que demonstram, no sentido mais amplo, a evolução de uma empresa: linhas que tendem a “subir” da esquerda para a direita. Assim, as logomarcas ou quaisquer outras figuras que façam referência a determinado produto, tendem a trazer a idéia desta “curva ascendente” – e nunca descendente, o que sugeriria decadência.

Uma vez compreendida tal informação, se você analisar a composição plástica da imagem da capa do álbum, perceberá que ela vai na contramão dessa idéia... Assim, o prisma serve não apenas como um “divisor” entre o feixe monocromático e o espectro de cores, mas também como um divisor de estado de espírito: o primeiro (monocromático) segue na forma ascendente ao passo que o segundo (colorido) sofre uma involução num processo descendente. Ou seja: qualquer que seja a cor que você escolher [sugerido pelo título Any Color You Like], de qualquer jeito a trajetória será ‘down’. "

Nos posts que seguem (abaixo), está dissecado todo o álbum 'The Dark Side of Moon', com uma interpretação muito particular (como, por exemplo, a correlação entre a capa do álbum e as canções). Juntamente, estão todas as letras traduzidas (tradução livre).

7 comentários:

Estêvão disse...

Hopa, blz?
Otimo post sobre o Dark Side!
Teria os outros albuns do Pink Floyd significados ocultos similar ao Dark Side???
flw

Fabricio disse...

Olá.
Otima analise feita do album
voce esta de parabens
Tendando responder a pergunta do comentaria acima creio que o album Wish you were here tenha tambem significados ocultos

Scarlet εïз Tata disse...

mas homi... "alguém" não.... é storm thogerson. ele é o cara!! =]]]

Scarlet εïз Tata disse...

ganhou uma fã [e assídua visitante].

RAMON disse...

velho sou fa dos caras,sempre viajo nas musicas,mais esse album DARK SIDE OF MOON junto com o MAGICO DE OZ,realmete estar LOUCO,muito bem feito,parabens,nao tem como nao se imprecionar com tai coincidencias.valeu.abraco...-ramon franz(BOSTON)

Almir disse...

Belo blog.

Anônimo disse...

Vou tatto da capa do album semana que vem